SEJA UM DOADOR

O despertar

Agora reporto novamente a você a pergunta:


Essa é de fato a vida que vale a pena ser vivida? O que de fato a vida precisa para ser boa?


Uma reflexão que leva a origem do pensamento humano, o processo de evolução do ser humano. O que viemos fazer na terra, qual nosso propósito, como funciona esse processo de entendimento, autoconhecimento, espírito de comunidade, compaixão e relacionamento humano.


Essa busca, primeiro parte de uma constante vontade e de ações em prol do desenvolvimento pessoal. Entender que o meio em que vive reflete diretamente nas atitudes em que tomamos, nos pensamentos que são criados em nossa mente, e gerir esses pensamentos e emoções é o primeiro passo pra escrever a vida que você quer viver.


Precisamos ser o autor da nossa própria historia, não podemos ser coadjuvantes da nossa própria vida, pois se assim for, não desenvolveremos nossa capacidade de amar em sua plenitude, não estaremos desenvolvendo nosso primeiro amor, o amor próprio. Entender que tudo que precisamos está dentro de nós, às respostas para as dúvidas mais difíceis, para os desafios mais ousados, para o entendimento do outro, da compaixão, tudo está dentro de nós. Basta olharmos, com amor, paciência, deixando de lado os medos que bloqueiam nossos pensamentos, gerando ansiedade, pensamentos negativos, basta querermos cuidar mais de nós mesmo, para entender que nem tudo está perdido.


A partir do momento que começa a encontrar em você, partes que julgava estar adormecida, verá no mundo soluções para determinadas questões que talvez antes nunca tenha visto, ou não achava possível.

Crie essa intimidade consigo, até porque você é a pessoa mais incrível, mais linda, mais amorosa que existe, e pra isso ser transbordado para o mundo, só depende de sua compreensão e do seu querer. Que demore o tempo que for necessário para descobrir, mas quando descobrir, não abra mão do seu propósito de vida.


Uma vez que você entende essa situação, e consegue gerir esse processo, é hora de relacionar com o mundo a sua volta, e depois de entendido os seus conflitos internos, fica muito mais simples, muito mais claro, entender e ter compaixão com os sentimentos das pessoas próximas de você. É uma sensação incrível, compartilhar experiências, evoluir em comunidade e entender que, a felicidade só se completa depois que ela é compartilhada.


Não tem mais a ver só com você, quando adquirir essa autonomia, quando é detentor desse conhecimento, você passa a ter um compromisso com a sociedade, nada obrigado, mas vemos a necessidade de transmitir essa energia para o maior número de pessoas que conseguirmos impactar de forma positiva, pois faz um bem danado para nossa vida, de valor incalculável, e que com certeza corrobora para uma convivência melhor e mais harmoniosa em sociedade e com a evolução de nossa espécie, afinal, estamos aqui para evoluir!

4 visualizações